13 de set de 2013

Resenha (sqn): Clube da Luta - Chuck Palahniuk

Então eu estava toda animada na livraria segurando O Iluminado, O Cemitério e Ensaio Sobre a Cegueira, já a caminho do caixa quando passei pela maquininha de checar o preço e pensei que seria bom só saber o preço dos livros antes de pagar, mesmo que eu já tivesse uma ideia de trinta reais cada um - beleza, e depois de conferir o preço saí andando pela livraria como antes, a diferença de antes é que eu não carregava mais nenhum livro na mão.

Aí encontrei uma pilha de livros e vi que eram do famoso livro "Clube da Luta", peguei um ocasionalmente e me dirigi direto ao leitor de preço, porque né...

Ainda bem porque não era barato. Tá, isso é um probleminha com a Livrarias Curitiba, sempre mais caro do que precisa, mas OK porque eu não preciso esperar uma semana para chegar do Submarino; é como se eu pagasse o frete para ter o livro na hora. Comprei e comprei também um que eu havia abandonado antes, porque ele gritava por socorro lá perto da maquininha de preços e como eu tenho um bom coração, salvei a obra de José Saramago. Cheguei animada para ler. Eram 21:00.
A história começou, e logo saquei que tinha alguma coisa estranha no "sei disso porque Tyler sabe", e devo dizer que suspeitava desde o princípio... Chamo o cara do livro de John, porque parece que esse é o nome dele. Pelo menos para mim, já que no livro o nome do personagem principal não é citado, e isso não muda nada, acredite...

Aí a narrativa segue, e eu não acreditava que a coisa toda do Clube da Luta tomaria as proporções que tomou. Sério. Ah, antes que eu esqueça: só a ideia do clube da luta já me cativou, que tesão! Eu tive sorte de não ter assistido ao filme antes de ler o livro. Mas acabei com minha própria sorte.

Na página 130 - quando o download do filme terminou, assisti ao filme. Não faça isso. Mas quer saber? O filme é ótimo e não posso deixar de falar, como uma típica mulher, que o Tyler é um gostoso. Voltei ao livro já sabendo o que aconteceria, mas continuei fissurada na história. O texto anda e que isso fique bem em itálico porque realmente anda.

Já não fosse bastante bom, a história é genial. Não só a história - não dizer que o próprio Palahniuk é genial não seria justo. No fim é que entendemos grande parte das coisas, e como já falei do filme, vou falar novamente - se você já viu o filme, não vai encontrar muito mais no livro, porque o filme é quase idêntico, aleluia (leia mesmo assim). Sim, isso é bom. Só o final é diferente. Não sei qual prefiro, talvez o do livro... Hm... Eram 3:00 da manhã.

Por fim, vou esclarecer: o livro é um tapa na cara pra muita gente por aí. Na boa, acho que todo mundo deveria ler esse livro. Cansado da sociedade de hoje? Da burocracia, politicamente correto e toda essa merda? Leia Clube da Luta. E não fale dele, não quebre as regras como acabei de fazer.

Um comentário:

  1. Nunca tinha ouvido falar desse livro, parece ser muito interessante c:

    coffeesandreams.blogspot.com

    ResponderExcluir